quinta-feira, 24 de julho de 2008

Portugal também tem Universidade Aberta

Portugal tem uma Universidade Aberta. Inicialmente os seus cursos tinham como suporte informacional o vídeo e o impresso e o apoio ao aluno funcionava por encontros presenciais e telefone. Neste momento a UA está se transformando em universidade on-line e procura estender a sua ação para o interior do país. Leiam aqui uma notícia sobre o assunto.

Pode parecer lento para o Brasil, que implantou uma UA enquanto o diabo esfrega o olho, mas vamos depois ver quem tem razão.

---------

Grândola estabelece parceria com Universidade Aberta

Grândola vai ser o primeiro concelho do Alentejo a possibilitar aos seus munícipes o ensino superior à distância no próximo ano lectivo, na sequência de uma parceria com a Universidade Aberta, hoje anunciada. O estabelecimento de ensino pretende instalar em Grândola, no litoral alntejano, um Centro Local de Aprendizagem.

O município de Grândola considera que a medida vai ao encontro da aposta da autarquia na educação e formação da população local, numa lógica de levar o ensino às pessoas, eliminando a barreira da distância. O centro de aprendizagem vai ser fixado na Biblioteca Municipal, onde os alunos vão dispor de um centro de documentação com acesso à rede da biblioteca central da Universidade Aberta.

Os exames, por seu turno, vão realizar-se nas escolas do concelho, em salas com um limite até 150 pessoas. A sala de tecnologias de informação e comunicação vai funcionar igualmente na biblioteca.

A Câmara de Grândola vai ter a responsabilidade de cobrir as despesas de funcionamento e segurança do Centro Local de Aprendizagem. Por outro lado, será a Universidade Aberta que suportará os custos do pagamento do coordenador do centro, que deve residir na região, dos vigilantes e da recepção e envio de provas, garantindo a supervisão e monitorização.

De acordo com o reitor da Universidade Aberta, Carlos Reis, a abertura de centros locais de aprendizagem constituem "um marco importante, porque respondem às expectativas educacionais das populações".

Além de Grândola, também Abrantes, Coruche, Meda, Peso da Régua, Ponte de Lima, Ribeira Grande, Sabugal e Silves já assinaram idêntico protocolo com a Universidade Aberta.

Fonte: Agência Lusa - 22.07.2008

Postado por João José Saraiva da Fonseca em 24 de Julho de 2007

Nenhum comentário: