quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

O que Tim Berners-Lee gostaria de ver na Internet

Sir Tim Berners-Lee, fundador da World Wide Web, deu uma entrevista ao site do parlamento europeu em que faz afirmações acutilantes, sobre "medidas drásticas" para proteger os direitos na internet.

Entre as afirmações de Tim Berners-Lee, selecionamos as que nos parecem mais relevantes:

"Uma das características fundamentais da Internet é que com um simples clique chegamos a todo o lado. Não existe uma Internet francesa nem uma Internet inglesa: estão todas ligadas e não podem ser separadas. A Internet não está dividida em documentos de qualidade e documentos sem qualidade e também não está dividida em Internet académica e Internet comercial. Não existe discriminação, trata-se de uma única Internet, livre e acessível. É aí que reside o seu poder".


"Gostaria de ver a utilização da Internet para debates responsáveis. Gostaria que os políticos fossem responsabilizados através da Internet. Se disserem algo, devemos poder aceder a uma análise equilibrada por parte de cidadãos e peritos, e poder participar no debate. Claro que isto remete para muitas questões sobre quem são afinal os peritos, em quem podemos confiar, o que devemos ler e como garantir que aquilo que lemos não é escrito por um idiota"

Fonte: Parlamento Europeu



Postado por Joao Jose Saraiva da Fonseca em 03 de dezembro de 2009

Nenhum comentário: