terça-feira, 16 de setembro de 2008

Histórias em quadrinhos na sala de aula

A motivação dos alunos é um desafio permanente para os professores. A utilização das Histórias em Quadrinhos poderá ter resultados positivos, pois utiliza a linguagem que a criança já conhece e que a fascina.

A propósito da utilização das História em Quadrinhos na educação, o evento abaixo é uma proposta interessante.


Histórias em quadrinhos na sala de aula é tema do próximo chatrealizado pela Fundação Bunge
A Fundação Bunge, entidade social das empresas Bunge doBrasil, realizará, no dia 17 de setembro (quarta-feira), às 15 horas, chat especial com Waldomiro Vergueiro, fundador e coordenador do Observatório de História em Quadrinhos – OHQ, um dos núcleos de pesquisas interdisciplinaresda Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA – USP). Durante o bate-papo, Vergueiro falará sobre a utilizaçãocriativa de histórias em quadrinhos em sala de aula para melhorar oaprendizado dos alunos. Waldomiro Vergueiro é formado pela USP, doutor em Ciências daComunicação pela ECA - USP, onde atua como professor titular e exerce achefia do Departamento de Biblioteconomia. Ele também é organizador do livroComo usar as histórias em quadrinhos na sala de aula, além de sercolaborador dos sites Omelete e Pop Corn. O chat é aberto ao público epoderá ser acessado por meio do portal da fundação clicando aqui.





Sobre a Fundação Bunge


Criada em 1955, a Fundação Bunge, entidade social das empresas Bungeno Brasil, tem suas atividades focadas na área da educação, com ênfase noensino fundamental. Valoriza o conhecimento, incentiva o voluntariado epromove ações educativas e de preservação da memória empresarial. Dentre asiniciativas realizadas, destacam-se o programa de voluntariado corporativoComunidade Educativa, o Centro de Memória Bunge, o Prêmio Fundação Bunge e o Prêmio Professores do Brasil, além do ReciCriar – A Pedagogia do Possível.



Fonte: Mensagem de Ney Mourão na lista de discussão 4 Pilares



Postagem de João José Saraiva da Fonseca em 16 de setembro de 2008

Nenhum comentário: