domingo, 4 de janeiro de 2009

DESIGNAÇÃO E CONCEITO DE EAD: DA DISTÂNCIA À MEDIAÇÃO

Sabe qual é a diferença entre ensino por correspondência e educação a distância?

A designação educação à distância popularizou-se a partir de 1982, quando o Conselho Internacional para o Ensino por Correspondência alterou o seu nome para Conselho Internacional para a Educação à Distância.


Porque será que se sentiu a necessidade de alterar a designação de ensino por correspondência para educação a distância?

A alteração da designação de ensino por correspondência para educação a distância, ocorreu em virtude da evolução tecnológica ter possibilitado o recurso a outros instrumentos de mediação que não exclusivamente o correio.

A educação à distância dispõe hoje de diversificados suportes de transmissão de informação, que tornam possível a concretização das duas idéias básicas lhe estão subjacentes: possibilitar um acesso igualitário à educação e promover aos alunos condições próximas às oferecidas na educação presencial.


Tendo em atenção acompanhar as constantes transformações tecnológicas e didático/metodológicas a evolução da terminologia foi acompanhada por um continuo ajuste do conceito de educação a distância.

O conceito atual de educação a distância visa expressar a riqueza de instrumentos de mediação, que possibilitam uma aproximação crescente entre as condições oferecidas ao aluno no estudo a distância e no presencial.


Quais serão os aspectos básicos que estarão subjacentes ao atual conceito de educação à distância?


Em 1980 Keegan (1980) recorreu analisou quatro definições de educação à distância, para apresentar a partir delas o seu próprio conceito.


Aqui estão as definições que Keegan analisou:


- "O termo educação à distância abrange as várias formas de estudo, a todos os níveis que não estão sob a contínua e imediata supervisão de docentes presentes com seus alunos nas salas de leitura ou no mesmo local, mas que apesar de tudo, beneficiam do planejamento, direção e instrução de uma organização orientadora (Holmberg,1977)".


- "A educação à distância é uma modalidade de ensino que não implica a presença física do professor no local onde é ministrada, podendo recorrer a ele somente para tarefas selecionadas (Loi 71.556 du 12 juillet 1971)"

- "Educação/ensino a distância (Fernunterricht) é um método racional de comunicar conhecimentos, habilidades e atitudes, através da aplicação da divisão do trabalho e de princípios organizacionais, e pelo uso extensivo de meios de comunicação, especialmente para o propósito de reproduzir materiais técnicos de alta qualidade, os quais permitem instruir um grande número de estudantes ao mesmo tempo, enquanto esses materiais durarem. É uma forma industrializada de ensinar e aprender (Peters, 1973)".

- "Ensino a distância pode ser definido como a família de métodos instrucionais onde as ações dos professores são executadas a parte das ações dos alunos, incluindo aquelas situações continuadas que podem ser feitas na presença dos estudantes. Porém, a comunicação entre o professor e o aluno deve ser facilitada por meios impressos, eletrônicas, mecânicos ou outros (Moore, 1973)".


Com base nestas definições Keegan retirou os seis elementos básicos que sustentam a sua definição de educação à distância:

- separação física entre professor e aluno, que a distingue do ensino presencial;

influência da organização educacional (planejamento, sistematização, plano, projeto, organização dirigida), que a diferencia da educação individual;

- utilização de meios técnicos de comunicação, usualmente impressos, para unir o professor ao aluno e transmitir os conteúdos educativos;

- previsão de uma comunicação de bilateral, onde o estudante beneficia de um diálogo, e da possibilidade de iniciativas bilaterais;

- possibilidade de encontros ocasionais com propósitos didáticos e de socialização;

- participação de uma forma industrializada de educação, que se aceita, contém o gérmen de uma radical distinção dos outros modos de desenvolvimento da função educacional.

No atual panorama da educação à distância o distanciamento físico entre professor e aluno ainda será fundamental?

A utilização pela educação a distância das novas tecnologias de informação e comunicação, obriga a um repensar da idéia de associar a educação a distância à descontinuidade física entre instituição de ensino e aluno. A discussão tem se deslocado da descontinuidade para a mediatização. Seguindo esta linha de pensamento, a educação à distância poderá ser definida como uma modalidade de ensino que obriga a um processo de mediatização para suprir a descontinuidade entre aluno e professor.

Questões para reflexão:
Que pensa do fato de ainda hoje cerca de 80% dos cursos de educação à distância terem como instrumento de mediação o material didático impresso?
Você pensa imprimir este texto, apesar de ele ficar disponível o tempo todo no seu computador? Porque será que terá essa atitude?
Diante da reflexão com base nas duas questões anteriores, comente a frase: “A educação a distância mesmo quando utiliza instrumentos de mediação de última geração, não passa de um ensino por correspondência “melhorado”.
A partir das definições e das características apresentadas por Keegan, faça uma análise comparativa com proposta didática e pedagógica deste Curso.


Texto de: João José Saraiva da Fonseca

Postado em 4 de janeiro de 2009 por João José Saraiva da Fonseca

Nenhum comentário: